Quinta-feira, 30 de Outubro de 2008

 

 

 

 

 

 

Hoje está vento, ou melhor, uma grande ventania. O vento de vez em quanto sopra ainda com mais força empurrando as árvores, a água que sai dos repuxos, as pessoas que caminham nas ruas. O jardim que costumava estar cheio, está quase deserto, apenas umas três pessoas estão sentadas nos bancos que aí se encontram espalhados. Outras passam muito calmamente como que a contemplar o jardim e a paisagem, como se já não houvesse pressa. Apenas uma ou outra é excepção.

 

Mais uma forte ventania.

 

Até as nuvens parecem movidas pelo vento. avençam cada vez mais depressa. Será uma emergência? O mundo cansou-se de esperar que fizéssemos algo pelas nossas próprias mãos? Será que o tempo levou "corda" sem que déssemos por nada?

 

Há alguns ramos partidos e folhas espalhadas pelo chão. A fúria dos ventos é tão grande que parece o fim do mundo. contudo, enquanto eu caminhava até ao parque, vi que muita gente sorria. Um sorriso puro, de satisfação; daqueles que não morrem logo.

 

Eu também sorriu. Aprendi que sorrir torna-me mais forte e dá-me ânimo para ultrapassar os meus medos. O sorriso é a luz que ilumina os nossos dias. Transmite energia positiva. Anima as almas tristes. 

 

O sorriso é contagiante.

 

Sorrir pode não resolver os problemas todos, mas se passarmos o positivismo às outras pessoas, quem sabe todos sorriemos e iluminemos o planeta.

E talvez mudemo-lo para melhor...antes que seja tarde demais...

 

Quem sabe o dia de amanhã?

Sorri e ajuda a iluminar um cantinho do nosso planeta.

 

P.S: Escrevi isto enquanto estava no parque. Estava inspirada? Eu acho que sim. E voçês? Alguma vez vos aconteceu estarem sem fazer nda ou completamente alheios ao que se passava à vossa volta e começaram a escrever, a desenhar ou até a cantar?

 



publicado por uma rapariga... às 19:37 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Segunda-feira, 27 de Outubro de 2008

 

 

Os rapazes são uns chatos do caraças...

 

(principalmente dois que não me largam a cabeça)

 

 

P.S: Desculpem estar a generalizar, mas são só alguns, ok?

P.S.S: Estava mesmo a precisar de escrever isto.

P.S.S.S: Qual é que é a piada de estar constantemente a mandar sms?

P.S.S.S.S: Porque é que quando o fazem só dizem olá e não vão direitos ao assunto?

 

 


tags:

publicado por uma rapariga... às 15:07 | link do post | comentar | ver comentários (10)

Sábado, 18 de Outubro de 2008

Querido diário:

 

Sábado de manhã recebi um sms do Atrevido, sauddava-me saudava-me com um grande olááá e perguntava-me se queria ir ao cinema. Fiquei um bocado sem saber o que fazer, porque ainda não tinha decidido nada em relação a ele. Durante estes dias tinha andado a pensar no assunto e chegeui cheguei à conclusão que não fazia nada simplesmente por MEDO. Medo de sofrer, medo de arriscar, medo de ficar dependente de outra pessoa, ainda por cima um ser do sexo oposto que num dia adorava e no outro odiava, medo de gostar dele, medo de não saber como reagir ao que sentia por aquele parvo.

 

Esperei um bocado e depois respondi-lhe que não dava, por já ter compromissos, mas que noutro dia talvez desse (dando a ideia que até estava interessada numa saída).

 

Feito isto fiquei mais aliviada e aquele sentimenteo sentimento de angústia, frustração passou. Quando não encarámos as coisas de maneira negativa, parecem mais fáceis.

 

 

Beijos,

Uma Rapariga...


tags:

publicado por uma rapariga... às 21:58 | link do post | comentar | ver comentários (5)

Quinta-feira, 16 de Outubro de 2008

 

O Crítico

 

detective_sneaking_md_wht.gif (33834 bytes)

 

 



publicado por uma rapariga... às 00:25 | link do post | comentar

Quarta-feira, 15 de Outubro de 2008

 

Continuação...

 

(Para perceber melhor convêm ler primeiro a parte I)

 

 

Enfim, estou aqui nas calmas a falar dele como se nada fosse e tudo estivesse sob controlo, mas não está.

 

Para dizer a verdade acho que sinto alguma coisa por ele, não sei o que é, só que é mais forte do que há tempos. Na semana passada vi-lo outra vez e foi o suficiente para ficar desconcentrada em Desenho, não consegui fazer nada de jeito, nem tinha paciência para tal. Á saída da aula, vi-lo mais uma vez e sei lá senti-me estranha, frágil, o meu coração desejou estar perto dele, a cabeça gritava o contrário, as minhas pernas pareciam tremer e perder a força. A ideia de desejar estar com ele e não estar pareceu-me insuportável, angustiante. Só me apetecia morrer. E chorar, mas deviam de ser lágrimas invisíveis. Estava a ser melodramática, mas simplesmente não suportava sentir-me assim por causa de um rapaz, preferia mil vezes estar sozinha do que naquele estado de impotência, fim do mundo só por não estar com alguém, sentia-me um zero à esquerda. Não sei se é isto que é amar (parece que foi há muito tempo que senti isso pela 1ª vez), mas não gosto nada desse sentimento… Talvez pela maneira (negativa) como o encaro.
No fim-de-semana de madrugada recebi uma sms dele. Não dizia nada de especial, contudo era sempre com uma mensagem dessas e com a minha resposta que desencadeava mais um convite e uma proposta dele às quais eu já estava habituada. Não respondi. Caí novamente na cama. No dia seguinte fui passear com a family tentei distrair-me, para minha irritação passei por um restaurante com o nome dele e comecei outra vez a pensar nele, por um lado não me apetecia esquecê-lo. Às vezes parece que gosto de sofrer… Como se isso me valesse alguma coisa.
Estou farta da minha inconstância. Umas vezes apetece-me curtir com ele e descobrir como é que seria estar com ele, noutras nem quero vê-lo pintado e penso que é melhor assim quando menos me envolver com ele menos motivos tenho para ficar triste; que iria acabar desiludida; que ele só quer curtir (e não só) e depois deitar-me fora; que não lhe posso dar esse prazer, que ia-me dar um desgosto do caraças se tivesse alguma cena com ele.

 

P.S: Dividi em dois posts para vos faciliatar facilitar a leitura e não se deparerem depararem com um testamento.

 

 Beijos,

Uma Rapariga... inconstante (e dramática) 

                                                                                                                                                           


tags:

publicado por uma rapariga... às 21:02 | link do post | comentar | ver comentários (4)

mais sobre mim
Páginas recentes

Diário de uma rapariga un...

Trabalhos até ao pescoço....

Aulas na universidade: Ir...

2º aniversário do Diário ...

Sinto-me mais só numa cid...

Falida...

Respostas do Desafio "Ver...

Diário

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

tags

diário

páginas soltas

desabafos

desafios

vídeos

ecologia

dicas

post-its

o início

também quero!

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds