Sábado, 29 de Novembro de 2008

 

 

Há séculos que não lia um livro novo, recém comprado com folhas ainda por folhear, capa e lombada ainda lisa sem dobras...  Já estava cansada de ler os mesmos livros, só que ultimamente voltou ao de cima aquela vontade de "investir a minha mesada em literatura".

 

Como hábito fui até a uma livraria ou outra, passear entre os livros e ver se algum me chamava a atenção, depois espreitar os preços... Nos dias seguintes de vez em quando lá passava outra mais uma vez para verificar se havia promoções ou não, que livros é que ainda havia... Aproveitei um desconto de natal e levei logo o livro que eu "andava a namorar" : A filha da minha melhor amiga.

 

Em 4 dias "devorei-o" e foi um dos livros que gostei mais. Apesar de não me sentir muito identificada, acabei por simpatizar com as personagens, revi-me um pouco nelas e envolvi-me por completo na história. Ri... e chorei.

 

Mas para chorar.... Devo ter levado um hora até o fazer... Apetecia-me chorar mas não consegui fazê-lo logo... Cheguei  à parte em a enfermeira diz a Ryn que a Adele morreu, continua a ler fico com um nó na garganta cada vez maior, uma tristeza começa a invadir-me... Marquei a página e pousei o livro. Fiquei sentada. Precisava mesmo de chorar, mas as lágrimas teimavam em não aparecer. Dei voltas pela casa. Tinha de me libertar da angústia, deixei de esconder as minhas emoções.

A verdade é aquela parte tinha trazido ao de cima os meus maiores medos: O de perder alguém e me sentir sozinha sem uma parte de mim.

 

No fundo via as pessoas que mais gosto como uma pirâmide, apoiámos-nos uns aos outros, uns são o suporte e a ligação entre outros. E se alguém desaparecesse a pirâmide ia-se a baixo e se fosse alguém mais próximo ou seja da base, tudo ia ser pior, começar tudo de novo, teria de crescer ainda mais depressa, seria responsável por alguém mais novo, como a minha irmã por exemplo...  Não iria saber lidar sem alguém que estivesse sempre ali e de repente...já não estava.

 

Eram vários factores... Sentia que devia de ajudar mais a minha mãe cá em casa, agora com o horário da noite e as colegas de férias ela trabalha mais horas, logo mais cansada, mas sempre de um lado para o outro a fazer alguma coisa cá em casa. Eu só queria que ela chegasse a casa com as coisas já arrumadas por mim e que só se sentasse e não fizesse nada. Sentia-me culpada e achava que devia ajudá-la mais. Mas talvez só estivesse a ser demasiado exigente comigo mesma...

 

Enquanto pensava em tudo isso as lágrimas começaram a cair aos poucos e quando chorei tudo o que tinha a chorar senti-me melhor. 

 


tags:

publicado por uma rapariga... às 21:50 | link do post | comentar

13 comentários:
De Dreamer a 30 de Novembro de 2008 às 21:40
O último livro que li "Para a minha irmã", também chorei no final, porque não estava á espera desse fim... nunca me tinha acontecido chorar a ler um livro, mas de facto aconteceu! Amei o livro.
Neste momento estou a ler "Mais não,pápá!", comecei na quarta á noite e estou quase a acabar!! :)
Beijinhos e boa leitura!


De uma rapariga... a 5 de Dezembro de 2008 às 00:25
Acho que o facto de nos emocionarmos quando lemos deve-se ao facto de nos envolvermos na história e esta nos tocar.
:)

beijinhos* boa leitura também para ti ;)


De Dreamer a 19 de Dezembro de 2008 às 12:35
Pois é... parece que fazemos parte da historia!
Bju*


De uma rapariga... a 23 de Dezembro de 2008 às 18:41
Ya de certa maneira somos uma das personagens só que não intervimos na acção, apenas assistimos de fora.

beijinhos* Feliz natal ;)


De Dreamer a 25 de Dezembro de 2008 às 14:16
Feliz Natal!!!

HoHoHo!!! xD

Bj*


De M. :) a 5 de Dezembro de 2008 às 22:10
Deve ser lindo mesmo +.+

Beijinhos :)


De uma rapariga... a 8 de Dezembro de 2008 às 19:19
Eu gostei do livro:)

E recomendo;)

beijinhos*


De Sophie a 6 de Dezembro de 2008 às 16:26
Tens um miminho no meu blog :D

Passa por lá :)

bjz


De uma rapariga... a 8 de Dezembro de 2008 às 19:22
Um miminho? Humm... vou já ver o que é.

:) Obrigada.

beijinhos*


De Samantha a 7 de Dezembro de 2008 às 19:40
Nunca li esse livro...parece-me interessante...beij


De uma rapariga... a 8 de Dezembro de 2008 às 20:34
:) Eu achei fixe, é um livro que faz-nos pensar sobretudo na amizade e no perdão.

beijinhos*


De Jane a 7 de Dezembro de 2008 às 20:49
já li o livro.. três vezes x) quand gosto de um livro tenho o vicio de o reler até à exaustão.. e é sem duvidas um dos meus livros preferidos porque toca em pontos sensiveis para mim..

Um bom livro :)

desculpa a invasao ! beijito *


De uma rapariga... a 8 de Dezembro de 2008 às 20:49
:) Beem isso é que é gostar de ler... Eu não consigo reler tantas vezes o mesmo livro, não sinto o mesmo fascínio da primeira vez. Só passado mesmo muito tempo depois de o ter lido da primeira vez.

Concordo contigo é um bom livro capaz de nos pôr a rir e a chorar. Também me toucou em pontos sensíveis sem dúvida.

beijinhos* volta sempre;)


Comentar post

mais sobre mim
Já cuscaram o diário (desde 20 de Setembro de 2008)
msn spaces statistics
Single in Charlotte
Páginas recentes

Diário de uma rapariga un...

Trabalhos até ao pescoço....

Aulas na universidade: Ir...

2º aniversário do Diário ...

Sinto-me mais só numa cid...

Falida...

Respostas do Desafio "Ver...

Diário

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

tags

diário

páginas soltas

desabafos

desafios

vídeos

ecologia

dicas

post-its

o início

também quero!

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds