Terça-feira, 22 de Julho de 2008

Querido diário:

 

Ontem apanhei um sermão -.-

Antes de ir trabalhar a minha mãe pediu-me para ir estender a ropua roupa, arrumar a casa... ou seja o habitual, dou sempre um jeito ás coisas cá em casa, mas a minha mãe pede-me sempre para fazer alguma coisa não vá eu ter um ataque de pereguicite ajuda aguda.. Acabei de ler um livro, fiz as camas, arrumei os brinquedos que a minha irmã tinha espalhado, almocei e puz coloquei a loiça suja na máquina. Depois fui para o computador e nem dei pelo tempo passar. Quando dei por mim já a minha mãe tinha chegado do trabalho e eu já nem me lembrava se ela me tinha pedido para estender a roupa ou não.

Fui-lhe perguntar.

- Nem vale a pena perguntares, então vais à máquina de levar roupa e vez se há ou não roupa para estender. - Não ficou nada contente.

- Então, esqueci-me. - disse eu e fui para a sala ver televisão.

A minha mãe também foi para a sala, depois enquanto passava a ferro aproveitou logo para ter uma conversa séria comigo.

- Levas o dia em casa e não fazes nada.

Eu não estava com a mínima disposição para ouvir sermões, mas olhei para a TV e para ela ver que estava a ouvi-la com uma voz monótona lá me tentei defender e dar alguns argumentos, só que não me saiu nada de jeito.

- Não tenho nada de jeito para fazer - disse eu. Não me referia à lida da casa, mas a programas com amigos e a saídas à noite.

Falou-me nos meus maus hábitos, no computador e em trabalho. 

- O que não falta aí são coisas para fazer. Tens de aprender a lida da casa, a fazer as coisas como deve ser não é "à cacetada".

- Sim eu sei.

- Tens de ser independente. Saber fazer as coisas é muito bom. Já viste os teus primos? Uns rapazes novos, com um corpo bom para trabalhar e não querem fazer nada.

- Eu sei disso. Não é novidade nenhuma para mim. - eu não quero ser como eles, quero-me desenrascar sozinha. Não há pior coisa do que ser dependente dos outros. Pensei para mim, mas não disse nada.

 

Isto é só um resumo mesmo resumido. Ninguém gosta de ouvir sermões. Sei que só querem o melhor para mim, que o que a minha mãe disse é verdade e que não me entrou e saiu pelos ouvidos.  Se eu não faço as coisas é porque não quero preguicite aguda! Não é por não saber... já disse isso montes de vezes.

 

Hoje fiz um esforço para fazer masi mais do que costumo fazer, para não me chatearem e principalmente porque não gosto de ouvir cenas que já estou farta de saber, dizerem o que tenho de fazer e sei têm razão no que dizem.

 

Beijos,

uma rapariga -.-


tags:

publicado por uma rapariga... às 14:36 | link do post | comentar

8 comentários:
De M. :) a 22 de Julho de 2008 às 22:00
Eu também não sou adepta dos sermões -.-''
Irritam-me profundamente , e para ser sincera , na maioria dos sermões que ouço, enquanto falam comigo estou com a cabeça noutro lado xD
Apesar de tudo, a tua mamã só quer o teu bem ^^
Enfim, nunca é fácil ouvir as "mães galinhas" falarem do nosso futuro, principalmente, quando estamos de férias (H)
:)
Beijinhos , obrigada por todos os comentários ^^
***


De uma rapariga... a 23 de Julho de 2008 às 15:59
Lol podes crer de férias é ainda mais insuportável...

bjinhs*** de nada:)


De Sophie a 23 de Julho de 2008 às 04:15
Eu detesto sermões principalmente desse tipo...a minha mãe também gosta de dar esses sermões de que coisas a muitas para fazer(Pachorrinha é que não há)xD

bjz


De uma rapariga... a 23 de Julho de 2008 às 16:06
Não há pachorra mesmo á custa disso e de outras coisas passei o resto do dia de mau humor e só me passou lá para a noite lol

bjinhs***

P.S.Mereciamos uma medalha de cada vez que aguentámos estas conversas lol


De Sophie a 23 de Julho de 2008 às 16:43
sim uma medalha de ouro...acho que se isso acontecesse tinhamos uma colecção enorme de medalhas nos nossos quarto's xDD

Bjz


De uma rapariga... a 23 de Julho de 2008 às 21:45
Yaaa mesmo XD

bjinhs***


De loira incompreendida a 23 de Julho de 2008 às 11:12
a minha mae também tem a mania de me dar sermões...porque eu sou muito arogante. É uma chatice, diga-se, até porque eu estou a ouvi-la mas sinto que as suas palavras são inúteis.
E sim, ela também tem a mania de me ensinar as lides domésticas. Menos mal: nos jantares de amigos, sou sempre a cozinheira oficial... Ainda ontem fiz massada de camarão, e aqueles gajos devoraram tudo. Isso sempre posso agradecer À minha mae.

beijinhos


De uma rapariga... a 23 de Julho de 2008 às 16:16
Um sermão acho que é isso: ouvir as coisas que já sabemos e que não queremos ouvir outra vez porque já estamos fartos de saber.
Confesso que "amuei" depois do dito sermão por causa desta insistência toda na lida doméstica (para mim até não é problema) mas principalmente em cozinhar, porque teimava em pensar que depois de aprender a fazê-lo e pior se descobrissem que eu até me desenrascava bem e gostava de cozinhar mandavam-me fazer as refeições todas. felizmente percebi que isso era uma estúpidez.
:) Isso é bom, sabes cozinhar bem, o pessoal gosta e é uma vantagem para ti porque até te sentes útil e quando recebes alguém em fez de uma sandes ou tosta ofereces-lhe uma comidinha á maneira:D

bjinhs***


Comentar post

mais sobre mim
Já cuscaram o diário (desde 20 de Setembro de 2008)
msn spaces statistics
Single in Charlotte
Páginas recentes

Diário de uma rapariga un...

Trabalhos até ao pescoço....

Aulas na universidade: Ir...

2º aniversário do Diário ...

Sinto-me mais só numa cid...

Falida...

Respostas do Desafio "Ver...

Diário

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

tags

diário

páginas soltas

desabafos

desafios

vídeos

ecologia

dicas

post-its

o início

também quero!

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds